A beleza não existe na mesmice,


A beleza não existe na mesmice, mas na diferença. 

Quem poderia imaginar uma girafa sem seu longo pescoço ou um cacto sem seus espinhos?
A irregularidade dos picos das montanhas que nos rodeiam é o que os torna tão imponente. Se nós tentamos torná-los todos iguais, eles deixariam de comandar o nosso respeito.

É o imperfeito que surpreende e nos atrai. 

Quando olhamos para uma árvore de cedro, não pensamos: 'Os galhos devem ser todas do mesmo tamanho.'

Nós pensamos: 'Quão forte é.' 

Quando vemos uma cobra, nunca dizemos: 'Ele está rastejando pelo chão, enquanto eu estou andando com a cabeça erguida.' 
Nós pensamos: 'Ele pode ser pequeno, mas sua pele é colorido, seus movimentos elegantes, e ele é mais poderoso do que eu.' 

Quando o camelo atravessa o deserto e nos leva ao lugar que queremos alcançar, nunca dizemos: 'Ele é corcunda e tem dentes feios.' 
Nós pensamos: 'Ele merece o meu amor por sua lealdade e ajuda. Sem ele, eu nunca seria capaz de explorar o mundo.' 

Um por do sol é sempre mais bonito quando ele está coberto com nuvens de forma irregular, pois só assim ele pode refletir as muitas cores do qual sonhos e poesia são feitas. 

Aqueles que pensam: 'Eu não sou bonita. É por isso que o amor não bateu à minha porta.' 

Na verdade, o amor fez bater, mas quando abriu a porta, eles não estavam preparados para recebê. Estavam muito ocupados a tentar fazer-se bonita em primeiro lugar, quando, na verdade, elas foram excelentes como eram. Estavam tentando imitar os outros, quando o amor estava procurando algo original.

Paulo Coelho
O Manuscrito Encontrado em Accra