Os Ciganos no Brasil - Curiosidades.


 O Brasil é o terceiro país que mais acolheu e acolhe os ciganos, no mundo, apenas superado pela Espanha e Bulgária. Grandes artistas como Castro Alves, Cecília Meireles, Guerra Peixe, Fagner e Wagner Tiso , Alexandre Flores, Benito de Paula são ciganos.

Poucos sabem, mas várias palavras que usamos no cotidiano, como: pechincha, pileque, rango, pirar, e entre outras, tem origem na língua cigana. O termo maragato, corrente no Sul do Brasil, vem do nome dado aos ciganos na fronteira com Uruguai.

As saias rodadas das baianas não tem origem na África, mas na vestimenta das ciganas. O violão, instrumento central de nossa música, foi trazido pelos ciganos. O lundu, tido como a mais significativa dança afro-brasileira do período colonial, é idêntico à Zarzuella espanhola, trazida pelos ciganos ao Brasil.

O primeiro cigano, da Europa central a chegar ao Brasil teria sido o tcheco Jan Nepomuscky Kubitschek, bisavô do grande presidente da República Juscelino Kubitschek. O presidente bossa-nova, que adorava música, alegria, dança e mulheres, era obcecado pelo Império Egípcio e fundou  Brasília na forma de pássaro, idêntica às antigas cidades egípcias do Alto do Nilo.

A presença Cigana no Brasil inicia-se em 1574 com o cigano ibérico, João Torres. Não chegou à trabalho e nem a passeio, mas degredado de Portugal com sua família.

Curiosidades Ciganas:


  • As meninas ciganas quando começam a crescer saem da escola porque não podem conviver com rapazes;
  • A maioria dos ciganos mais velhos não frequentou a escola;
  • Em Portugal e Espanha os ciganos falam uma variante (dialeto) do Romani, chama-se calo;
  • Por tradição, todos os homens ciganos se dedicam à venda a partir do casamento;
  • Para além da venda existem outras profissões ancestrais, associadas aos ciganos: cestaria, negócio de animais, tosquia, trabalhos sazonais, latoaria, quiromancia (mulheres); Também há ciganos com cursos superiores (advogados, professores...); 
  • Os ciganos não vendem à segunda feira, é o dia de descanso de muitos;
  • No Natal os ciganos põem a "mesa" no chã o, com uma toalha branca; As pessoas mais velhas são muito respeitadas entre os ciganos. É aos mais velhos que são pedidos conselhos e orientações para resolver problemas. Chama-se "tio" ao homem mais velho e/ou mais respeitado da comunidade; As mulheres ciganas não entram sozinhas em lugares públicos; 
  • Quando algum cigano está no hospital, todos os seus amigos e família permanecem da parte de fora, dia e noite, até ele sair; 
  • Quando o marido morre, a cigana viúva tem de cortar o cabelo todo e veste-se de preto para sempre; 
  • As ciganas quando crescem têm de usar saias compridas e não podem estar sozinhas com rapazes;  
  • Na família cigana quando morre alguém que habita na mesma casa, os familiares pintam-na de novo e mudam os móveis de sítio; 

Namoro e Casamento



Quando começam a namorar os ciganos não podem falar um com o outro, mandam reca dos por outra pessoa; costumam dizer que namoram com os olhos;
Os homens ciganos não podem recusar um compromisso de casamento/namoro;
  • À cerimônia para conceder a mulher cigana em casamento, chama-se pedimento;
  • Muitos ciganos para antecipar a data do casamento fogem para longe da família;
  • A festa de casamento dos ciganos pode durar muitos dias e são os homens que cozinham;
  • Durante as festas de casamento as ciganas usam muitas roupas novas;
  • Os ciganos não gostam de casamentos com os não ciganos;
  • Para desfazer um casamento cigano é preciso reunir as respectivas famílias, para haver um acordo.
  • Os ciganos aprendem a tocar, cantar e dançar muito cedo;
  • A primeira coisa que as mães ciganas ensinam aos bebês é"bater os peitilhos" (estalar os dedos); a seguir é bater palmas à maneira cigana;
  • Às vezes quando um cigano começa a cantar ou tocar, aparecem outros ciganos e faz-se uma grande festa.




Fonte: Pesquisa